Grupos que participaram desta edição


Heidevolk

Heidevolk

Heidevolk é uma banda de folk/viking metal formada em 2002 na Província de Guéldria nos Países Baixos. As letras contém temas sobre a história e cultura de sua cidade natal, e mitologia germânica.

Taberna Folk

Taberna Folk

Formada no ano de 2008 dC, com o intuito de resgatar músicas na sua maioria da Europa antiga. O objetivo do grupo é trazer para os tempos de hoje uma das melhores formas de diversão de nossos antepassados, trazendo o clima e a alegria das antigas tabernas. O repertório consiste basicamente em temas tradicionais medievais, celtas, germânicos, nórdicos etc., assim como músicas próprias que tem por intenção recriar o estilo da época.

 

Terra Celta

Terra Celta

Criado em 2005 o grupo hoje formado por Elcio Oliveira (vocal, violino, gaita de fole e nyckelharpa), Alexandre Garcia (acordeom), Edgar Nakandakari (banjo, mandolin, tin whistle, clarinete, gaita de fole e Hurdy Gurdy), Luiz Fernando Sardo (bateria e percussão), Eduardo Brancalion (guitarra, violão e bouzouki) e Bruno Guimarães (baixo) tem em seu repertório músicas da Escócia e Irlanda, França, Galicia, etc, além de composições próprias, com letras que enaltecem o que deve ser enaltecido... as festas, a alegria e a diversão, não exatamente nesta ordem...

Confraria da Costa

Confraria da Costa

A Confraria da Costa produz um som que está longe de qualquer experiência musical habitual. Misturando blues, folk, jazz e ritmos eruditos e ciganos, a banda explora as rotas do rock acrescentando elementos de estilos e ritmos folclóricos e ousando em suas letras uma reflexão cínica e irônica sobre o homem, a sociedade, o alto mar e os meandros da vida e da morte. Não se sabe exatamente em qual costa o movimento começou, mas há relatos de representantes da Confraria em Curitiba, Paraná (apesar da ausência total de costa). O rock pirata vem passando de navio em navio, geração após geração e desde 1572 vem cativando um público carente de artistas com a sensibilidade e o talento para compor canções que são, ao mesmo tempo, sarcásticas e empáticas.

O Bardo e o Banjo

O Bardo e o Banjo

O Bardo e o Banjo é o alter ego de Wagner Creoruska Junior, músico de 28 anos que desplugou cabos e microfones e levou sua arte às esquinas mais movimentadas de São Paulo. Hoje, como trio, o grande trunfo do Bardo e o Banjo é relacionar-se com o público e fazer música ao vivo, através da sonoridade rústica, espontânea e cativante que o folk e o bluegrass proporcionam.

Ordo Draconis Belli

Ordo Draconis Belli

Fundada em 2011 a Ordo Draconis Belli é um grupo de Combates Medievais e apresentações em eventos, shows e festivais. Estudamos os costumes dos povos da Idade Média entre os séculos 8 e 16, recriamos nossos próprios equipamentos com base em literaturas, pinturas, esculturas e achados arqueológicos do período.